sábado, 30 de dezembro de 2017

{recomeçar }

"Revirei aquela gaveta onde se guarda tudo de importante: amor, alegria, sorrisos, fé…..
Como foi bom!!!
Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, perfumei na esperança, passei um paninho nas minhas metas e deixei-as à mostra.
Coloquei nas gavetas de baixo lembranças da infância; em cima, as de minha juventude, e... pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar... e de recomeçar..." 

Martha Medeiros


RECOMECEMOS!

Até 2018 !

FM

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

{ Feliz Natal }

Se todos os dias são diferentes, logo todos os Natais também. Conclusão lógica e nada original esta a que cheguei :)
os meus filhos em pequenos
Os dias passam, os anos passam e nós vamos mudando ou cimentando ideias e ideais.
O materialismo ligado ao Natal, só teve para mim algum significado quando os meus filhos eram pequenos. Gostava de lhes comprar brinquedos e vê-los felizes a desembrulhá-los.
Gostava de me reunir com a família, o marido, meus pais, meus sogros e os meus filhos, na mesa enfeitada e recheada de sabores e sonhos.
O tempo foi passando, a mesa foi ficando com lugares vazios e os sabores tal como os sonhos foram-se desvanecendo.
Hoje tento preencher esta sensação de vazio com Sensatez e Espiritualidade.
Sensatez para deixar ir o passado e apreciar e mimar o futuro, o meu e o de quem está comigo.
Espiritualidade para preencher o tal "vazio" com Luz e Amor.

Assim sendo, desejo a todos os meus amigos, 

um Natal Luminoso de Afectos .

 Feliz Natal! 

 Fernanda Maria

domingo, 12 de novembro de 2017

{ dos lotófagos }


Na mitologia grega existia um povo que vivia numa ilha no Norte de África, os Lotófagos, porque se alimentavam de flores de lótus. Esta planta era conhecida pelo seu efeito narcótico, causando amnésia e um sono tranquilo.
Na Odisseia de Homero há um episódio no qual três homens são enviados para a ilha de forma a investigá-la, no entanto, por comerem as flores de lótus como os restantes habitantes, esquecem que têm que voltar para o barco.
Mais tarde, Ulisses consegue resgatar os homens mas teve que os amarrar ao navio para que eles não voltassem para a ilha, tal a sua sedução.
Através desta história, Homero demonstra toda a sua criatividade e conhecimento a respeito do ser humano, a amnésia causada pela flor de lótus é algo que muitas pessoas desejam: a possibilidade de começar de novo, de renascer de esquecer as dores do passado.
Alguns de nós decerto não enjeitaria a oportunidade de provar o doce lótus, é tentador, não é ? :)

Meus amigos não ingeri a tal flor de lótus, não sofro de amnésia, portanto não vos esqueci, ainda ando por aqui em "modo silêncio". 
“Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu.”
(Eclesiastes)
*